Quando o homem se torna pai: Desafios da paternidade

pai-e-filho

Pra mulher a maternidade é algo que vai sendo construída desde a confirmação do    Beta HCG , os enjôos, a barriga que cresce e todas as adaptações que ocorrem no  corpo. Nós sabemos que seremos mãe e nos preparamos para  as mudanças. Mas e o futuro pai, como se prepara? Ele sabe qual será o papel dele nessa família que se constrói?! Ninguém se preocupa muito com o futuro pai. Talvez por acreditar  que ele   saiba exatamente o que fazer.  Mas na prática não é bem assim.

Geralmente o pai não faz ideia do que é ter um bebê em casa. Muitos homens  ficam desorientados, não sabem como lidar com  as cólicas intermináveis, noites em claro , a dificuldade que algumas mães tem ao amamentar,  o choro do bebê. É um mundo novo para os dois, muito difícil e desafiador. E nessa hora manter a calma e tirar as dúvidas é essencial.

Em alguns casos, a mãe  não incentiva  esse homem a se descobrir como pai:

  • Não delegando as  tarefas nos cuidados com o bebê.
  • Criticando sistematicamente tudo que o  pai tenta fazer.
  • Isolando o pai da  relação.

É preciso, acabar com a crença  de  que o pai  não sabe cuidar do bebê  ou não  vai  cuidar tão bem quanto a mãe. Mas é claro, que não!  Não existe fórmula correta nos cuidados. O pai assim como a mãe está aprendendo.  Se ambos  ajudarem,  aprenderem juntos, tudo ficará mais leve.

Por outro lado,  alguns homens  apesar  de desejarem muito o  filho, se comportam como “crianças mal criadas”  quando o bebê chega. Entram numa disputa  pelo amor e atenção da mãe com o próprio filho. Não se enxergam como parceiros e sim como alguém que foi posto de lado, após a chegada do bebê. Isso é uma loucura mas acontece muito! Para a mãe isso é muito difícil. A última coisa que essa mãe  precisa é ganhar um bebê e levar para casa, de brinde,uma  outra “criança” ciumenta e birrenta. Ao pai cabe  amadurecer e entender seu papel de cuidador.

O homem vai se tornando pai no dia a dia, assim como a mãe. O pai nasce de cada banho dado, de cada fralda trocada e de cada noite em claro. Do cheirinho no cabelo e das visitas ao pediatra.  O pai vai aprendendo a amar o bebê no dia a dia. Aprendendo o seu papel de pai. Estabelecendo sua relaçao com essa criança. Para isso é preciso envolvimento e  participação.

O papel do pai na vida da criança é de um valor imenso. Pergunte para alguém que foi rejeitado pelo pai ( Estudo sobre rejeição paterna )  ou para alguém que perdeu o  pai muito cedo.  A mãe dá a vida, dá o peito, dá o colo. O pai dá a segurança, dá um outro ponto de vista.  E cabe a ambos os cuidados com a criança. Isso é uma parceria. É um amor que se constrói no cotidiano. O pai e a mãe devem amadurecer juntos. Unir forças e se unir  para vencerem  juntos todos os desafios que virão.

Tatiana  Santos

 

 

2 comentários em “Quando o homem se torna pai: Desafios da paternidade”

  1. Amei Tati, graças a Deus Mila tem em super papai, participativo e extremamente dedicado, e isso foi essencial para que eu tbm pudesse e amadurecer como mae! Fazemos uma belíssima parceria na arte de criar filhos rsrs.

    Continue escrevendo, amooo ler seus textos. Bjoss

    Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s